quinta-feira, 6 de junho de 2013

Jornal da Paraíba realiza painel "Imprensa e Liberdade, Em Pauta"

Painel Jornal da Paraíba


No dia 14 de junho, às 9h, irá acontecer o painel "Imprensa e Liberdade, em Pauta", com um debate inédito na Paraíba e a presença de nomes importantes como o Senador Vital do Rego Filho (vitalzinho), Eugênio Bucci (USP), Hildeberto Barbosa (UFPB) e Carlos Fernando Neto (Presidente da ANJ). O evento acontecerá no auditório do Fórum Cível de João Pessoa. Faça sua inscrição através do link abaixo:

http://jornaldaparaiba.com.br/empauta/

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Oficina de Jornalismo Impresso acontece dia 29 de Maio na UFPB

Oficinas jornalismo impresso - UFPB

No dia 29 de maio acontece na  Universidade Federal da Paraíba, duas oficinas de Jornalismo Impresso, a primeira será ministrada pelo professor Thiago Soares sobre a textualização com início as 14h, a segunda oficina será as 19h abordando a diagramação com Zhélio cartunista. Serão apenas 30 vagas por oficinas, exclusivas para alunos de jornalismo da UFPB.

A realização é do Grupo "Inovar" e as inscrições estão sendo feitas através do e-mail: inscricaoinovar@gmail.com, para mais informações falar com Tiwana Kayanan ou Geri Junior.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Livro "Manual de Laboratório de Jornalismo na internet"


O “Manual de Laboratório de Jornalismo na internet foi escrito por Marcos Palacios e Beatriz Ribas, durante o projeto  PRONEX, financiado pela FAPESB e CNPq, Rede Latino-americana para o Desenvolvimento de Metodologias e Softwares para o Ensino de Jornalismo em Redes de Banda Larga, envolvendo pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Faculdades Jorge Amado (FJA), Universidad Nacional de Córdoba (Argentina) e Instituto Tecnológico de Monterrey (México).

A publicação traz novidades no mundo dos blogs, ensina como editar vídeos on-line, como criar slideshow, gráficos on-line e mapa on-line. Para os profissionais de Rádio e Tv, o livro aborda o contexto na web e cria um debate para saber se há uma ruptura ou uma continuidade. Abaixo confiram o Manual:

sábado, 2 de fevereiro de 2013

American Horror Story e o jornalismo

Jornalista American Horror Story

Para quem nunca assistiu American Horror Story, a série aparenta ser apenas mais um programa que aborda contos de terror e não tem nenhuma história interessante Isso não é verdade, na primeira temporada a série retrata a história de uma família que vai morar em uma casa onde vários espíritos residem. E nesse meio conta a história de um psicopata, de um suicídio, do assassinato de um casal de gays dentre outros casos que são sempre vistos em redações de cadernos ou programas policiais.

Na segunda temporada a protagonista é a jornalista lésbica Lana Winters, que ao tentar se infiltrar no instituto Briarcliff especializado em tratar pessoas com problemas mentais, acaba sendo internada na instituição. Lana como qualquer jornalista que quer ser importante tenta fazer uma matéria marcante e decide escrever sobre o "Bloodface", um assassino que mata as mulheres e depois tira a sua pele. O suspeito de ter sido o assassino foi internado no Briarcliff alegando que sua namorada havia sido abduzida.

Após entrar na instuição Lana descobre que o até então assassino, não era o verdadeiro assassino, então ela tenta fugir do local com a ajuda do psicólogo. Porém ao sair descobre que esse psicólogo é o verdadeiro "Bloodface" e que já havia assassinado a sua companheira. Ela é presa por ele e estuprada, quando finalmente consegue fugir, acaba sendo internada novamente no Briarcliff. Onde descobre estar grávida do assassino em série, e tenta praticar um aborto, mas não é bem sucedido.

Por fim Lana mata o "Bloodface", fecha o Briarcliff, escreve o livro "Maniaco", se torna uma das jornalistas mais respeitadas e ricas do mundo. Com um final surpreendente e ao mesmo tempo especial para qualquer estudante de comunicação, a série American Horror Story mostra a ambição dos jornalistas, e os problemas que eles enfrentam ao tentar conseguir matérias de destaque internacional.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Crítica: Samuka Duarte o calo do jornalismo paraibano

Samuka Duarte

Quem leu a "revista da tv" que veio no jornal "Correio da Paraíba" pôde ver como a profissão de jornalista anda desvalorizada na Paraíba. O apresentador e professor Samuka Duarte aparece na capa da revista, em uma das matérias está uma entrevista com André Dias, diretor da Rede Record, falando que Samuka é um "case de jornalismo".

Não é novidade que Samuka Duarte tem audiência. Mas dizer que ele é um caso de sucesso do jornalismo é um pouco de mais. Ele é apresentador de um programa policial, onde expõe a sua opinião de maneira sensacionalista e por vezes faz criticas preconceituosas, julgando crimes que não foram ainda elucidados, como é o caso de duas irmãs que faleceram por ingerir uma planta, e o apresentador acusou o pai de estupro ao vivo.

Um "case de jornalismo" que foi processado por exibir as cenas de um estupro, e que após a morte de uma jovem lançou um CD de músicas gospel, gravou cenas do programa dentro do velório da jovem e agora a cada suspeito que aparece do crime ele praticamente condena a culpado. Alienando os telespectadores do seu programa.

Em um assassinato exibido em seu programa, o assassino deixou um recado para o apresentador onde dizia nome do apresentador e tentava explicar o motivo do crime, que dizia ser por causa de acerto de contas. Mostrando claramente que o programa deixou de ser um suporte para informar e começou a ser um espaço para os bandidos se exibirem.

André Dias pede ainda um intercâmbio entre Samuka e os outros apresentadores de programa policial da Rede Record, inclusive Marcelo Rezende do Cidade Alerta. Mas Marcelo Rezende é um jornalista renomado que não faz comentários preconceituosos e não impõe um programa religioso para que todos assistam.

"Essa forma que o Samuka adotou dentro da TV Correio, com o Correio Verdade, é realmente um case. Ele é um personagem e faz parte da cultura hoje daqui de João Pessoa porque ele faz um jornalismo diferente. Eu acho importante que as outras praças conheçam essa forma, assim como tem que haver uma integração das regiões" falou André Dias.

Realmente é um jornalismo diferente, onde um apresentador que não cursou jornalismo vai ao ar e diz o que passa na sua cabeça. Enquanto diversos jornalistas da Paraíba se matam para conseguir uma vaga na redação de jornais e programas, essa realidade deveria mudar e para isso acontecer a cultura do povo tem que mudar também.

Que tempo é esse, onde um professor toma o lugar de um jornalista como apresentador de programa e ainda ganha o direito de expôr a sua opinião sem nenhum critério ou código de ética? A comunicação do Estado deve se unir e combater programas como esse, que não levam a informação correta para os telespectadores e deturpam fatos.

Na mesa Redonda de Jornalismo em que foi abordado o tema do sensacionalismo, e o apresentador foi a estrela do evento. Os estudantes e vários ícones do jornalismo paraibano foram contra as atitudes de Samuka Duarte, que mal conseguia falar sem que fosse vaiado. Logo após, em seu programa ele disse que foi parabenizado pelos estudantes do curso de jornalismo da UFPB. E mostrou um dos poucos blogs, talvez o único a apoiar as atitudes dele.

Assistam abaixo o que os estudantes da UFPB fizeram durante a mesa redonda com o apresentador:





sábado, 26 de janeiro de 2013

Evaristo Costa irá substituir William Bonner no Jornal Nacional

Evaristo Costa

Algumas mudanças estão acontecendo na Rede Globo, dois jovens âncoras serão promovidos aos primeiro time da Globo neste início de ano. Segundo a coluna Outro Canal, assinada pro Keila Jimenez, o jornalista Ivan Moré de 36 anos, substituirá Tiago Leifert no “Globo Esporte” e passa a integrar a equipe nacional da emissora no comando do “Esporte Espetacular”. Moré assumirá a atração durante as férias de Tande que vão durar três semanas, com estreia marcada para o próximo domingo(27/01).

Outro que também irá ser transferido é o âncora do “Jornal Hoje”, Evaristo Costa que também tem 36 anos, ele entra no seleto grupo de substitutos de Willian Bonner durante a ausência do titular do “Jornal Nacional”. Ele estreia hoje na bancada do “JN”.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Gossip Girl, a série do Jornalista Moderno

Gossip Girl

A série Gossip Girl teve seu início com a história de jovens ricos que tem a sua privacidade violada por uma blogueira, que posta várias fofocas sobre cada um deles e conquista cada vez mais fãs na região. Acontece que o tempo foi passando e cada vez mais a visão jornalística foi sendo colocada na série, o blog começou a ser visto em aparelhos celulares e tablets através do feed. A "Gossip Girl" passou a dar furos de reportagem, ao invés de pequenas fofocas, e alguns dos jovens começaram a se interessar pela profissão, alguns com formação outros não, mas assim podemos entender um pouco sobre o mundo do jornalismo americano.
Nate Archibald um dos personagens principais da série se torna dono do "NYSpectator" um portal de notícias que tenta conseguir as informações que a "Gossip Girl" não tem. Mostrando que por vezes alguns blogueiros tem mais acesso a informação do que determinados jornalistas, além disso mostra a chantagem que Bart Bass (o homem mais rico da série) faz a Nate Archibald para que algumas informações não sejam reveladas.
Nelly Yuki amiga de Blair Waldorf que lança sua coleção nessa última temporada, se forma em jornalismo e vira crítica de moda, onde trabalha para o site WWD. Ela nos mostra como é interessante o poder que um jornalista que trabalha com moda tem sobre algumas designers.
Dan Humphrey vira escritor e lança um livro que vira sucesso, na segunda edição todos querem publicar o livro, mas em websites, então ele vende alguns capítulos do livro como postagens em sites diversos.
A série está na última temporada e promete que no último episódio a identidade da tão famosa "Gossip Girl" será revelada. Para os que não assistem, eu recomendo.

Conheça o Blogueiro

Minha foto

Jornalista (em formação), Graduando do Curso de Arquivologia da UEPB e Jornalismo na UFPB.