segunda-feira, 31 de outubro de 2011

ICQ - A primeira rede social mais popular do Brasil


Para ser um bom profissional de jornalismo tem que saber um pouco de tudo, e como atualmente as redes sociais vem ganhando um grande espaço na mídia é de extrema importância que o profissional saiba um pouco sobre as redes sociais. E para começar a falar sobre essa nova era das redes sociais e mídia eletrônica devemos relembrar o passado e abordar uma das primeiras redes sociais do mundo a ICQ.

ICQ foi criada em 1996 por quatro israelenses, a rede social permitia que os usuários conversassem através dos chats e continuassem a ter privacidade em seus e-mails. A ICQ possuía um aplicativo onde era possível fazer buscas sobre usuários, como idade, gênero, cidade e status de conexão. Hoje em dia todas (ou quase todas) possuem essa busca, mas imagine isso em 1996, foi uma revolução digital. 

No ano de 1997 a ICQ já possuía mais de 1 milhão de usuários registrados. Já em 1998 o grupo Mirabilis (desenvolvedor do ICQ) foi comprado pela AOL por 407 milhões de dólares, o que ocasionou um maior número de usuários, chegando a 6 milhões de usuários, sendo 185 mil brasileiros no mesmo ano. Alguns podem achar esse número muito baixo, mas tem que levar em consideração que em 1998 poucas pessoas tinham acesso a internet e/ou possuíam computadores.

A ICQ foi a primeira rede social mais popular do Brasil.

Rede Social?

Sim. O ICQ era no início um programa de comunicação instantâneo, mas na verdade nos tempos de sua existência não existia nada definido sobre o que era uma rede social. Segundo a Wikipédia:

"Uma rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que partilham valores e objetivos comuns. Uma das características fundamentais na definição das redes é a sua abertura e porosidade, possibilitando relacionamentos horizontais e não hierárquicos entre os participantes."


O ICQ possui uma estrutura social composta por pessoas conectadas por um objetivo em comum, socializar informações ou apenas bater papo. No ICQ você poderia escolher com qual o tipo de pessoa queria se relacionar, isso é o conceito de redes sociais, porém ao nos depararmos com o Twitter ou Facebook que são bem mais abrangente esquecemos do que é uma rede social.

"Em 1954, J. A. Barnes começou a usar o termo sistematicamente para mostrar os padrões dos laços, incorporando os conceitos tradicionalmente usados quer pela sociedade quer pelos cientistas sociais: grupos bem definidos (ex.: tribos, famílias) e categorias sociais (ex.: género, grupo étnico)."

O que continua a definir o ICQ uma rede social, já que possuía mecanismos de busca de usuários por gênero e outras definições que já foram ditas anteriormente.


Nessa edição da Revista da Info tem uma reportagem sobre o ICQ, e lá eles abordam como rede social : 

" O sucesso do ICQ, que, a seu modo, foi a primeira rede social a fazer sucesso no Brasil."




3 comentários:

  1. Ahhhhh tô adorando isso aqui Willamys!
    Muito bom ter um espaço para compartilhar, discutir e propagar a nossa tão querida (e no meu caso, futura) profissão.
    Sou aficionada por Redes Sociais, Mídia Sociais e Web Jornalismo de forma geral.
    Peguei muito pouquinho da era do ICQ, mas ainda cheguei a utiliza-lo, entretanto tenho minhas dúvidas se poderíamos considera-lo uma rede social, já que basicamente sua função mais se assemelhava a um chat reservado, algo como hoje é o MSN. Vou procurar me aprofundar no assunto... "papeamos" mais nos próximos posts.
    Beijos
    Juh Barreto

    @JuhBarreto
    www.pre-jornalismo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Muito legal..você ter refrescado nossa memória. Parabéns!!
    Fui usuária do ICQ, mIRC... enfim o início do que hoje é : msn, twitter, face...!!

    ResponderExcluir
  3. Bacana a lembrança, mas valendo do comentário da Juh: icq era um comunicador instantâneo e não uma rede social.

    ResponderExcluir

Conheça o Blogueiro

Minha foto

Jornalista (em formação), Graduando do Curso de Arquivologia da UEPB e Jornalismo na UFPB.